Resumo do Serviço Divino de palavra

segunda-feira 03/08/2020

No domingo 2 de agosto de 2020, foi realizado serviço divino de palavra pelo Apóstolo José Antonio Bonaite, acompanhado do Ancião Roberto Castilho.


Um resumo do serviço divino é disponível acessando nos seguintes links:

*Texto
*Vídeo
*Áudio

Serviço Divino de palavra – 02 de agosto de 2020

Tema: Valores básicos do evangelho - Proclamação

Título: Proclamação do evangelho.

Texto: Atos 5:42, que diz “E todos os dias,?no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus Cristo”.

Mensagem: Os cristãos proclamam a Cristo

O Apóstolo iniciou com as boas vindas e desejos de que o Senhor possa nos responder todas as perguntas que levamos em nossos corações, assim tirar nossas dúvidas e nos fortalecer. Acrescentou também as carinhosas lembranças do Apóstolo de Distrito Enrique Minio.

A palavra para o mês de agosto direciona para a proclamação do evangelho nos dias de hoje. No livro de Atos, Lucas escreve de uma forma muito contundente sobre os trabalhos dos primeiros apóstolos na proclamação do evangelho, cumprindo a missão deixada por nosso Senhor Jesus Cristo. Para entender melhor nosso texto de hoje, precisamos voltar ao capítulo 1, no versículo 4, onde Jesus preparava seus discípulos para assumirem a tarefa de proclamar o evangelho e no versículo 8, onde diz “...Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém [...] e até aos confins da terra”. Então o ponto mais importante era que eles deveriam ser ungidos com o Espírito Santo para seguirem na proclamação do evangelho. Amados irmãos, não foi uma tarefa simples para os primeiros apóstolos, tampouco para os primeiros cristãos. Eles foram advertidos para que não falassem em nome de Jesus. Foram perseguidos. E em Atos 5:17 diz sobre a inveja que tinham dos apóstolos, levando-os à prisão. Porém o ponto mais importante era que Deus, através de Jesus Cristo, havia lhes dado a incumbência da proclamação do evangelho, então eles não podiam ficar calados. Então um anjo os liberta da prisão e assim puderam retornar ao templo para continuar com a missão. Novamente foram pressionados para não pregarem em nome do Senhor no templo, porque era um confronto, um ataque à tradição judaica. Mesmo assim seguiram pregando, não somente no templo, mas também nos lares. Foi assim que se estendeu o evangelho, o cristianismo naquele tempo, por todo o império romano. Hoje na maioria dos lugares, não existe perseguição àqueles que pregam o evangelho, em especial em nosso país, e podemos realizar esta tarefa como os primeiros discípulos e cristãos, manifestando que por intermédio de Jesus, temos a oportunidade de receber o ensinamento e os sacramentos para alcançar a salvação. Se recordarmos o Serviço Divino de Pentecostes, o Apóstolo Maior deixou três pontos para trabalharmos. O primeiro é propagar o evangelho, o segundo é trabalhar na unidade, vivermos na comunhão e o terceiro ponto é trabalhar dentro de nós mesmos, fortalecendo nosso crescimento, vencendo o velho homem, o velho Adão, para que a nova criatura se estabeleça, se instale dentro de cada um de nós. Essa é nossa tarefa, contagiar àqueles que nos rodeiam, levar uma palavra de testemunho, ensinar que a obra de Deus e o ministério do apostolado estão sobre a terra. Não queremos fazer a pregação de nosso intelecto pessoal, mas sim propagar a palavra de Deus, segundo aquilo que Ele nos tem orientado, com o poder do Espírito Santo. Paulo também deixa um ponto para o povo de Corinto, como podemos ler em 1° Coríntios 9:16: “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho!” Amados, se tomarmos esta palavra para os servos, que quando são chamados para receber um ministério, eles podem escolher entre o sim ou não, e quando optam pelo sim, assumem uma responsabilidade perante Deus. E quanto ao irmão, ao fiel? Ele não tem essa responsabilidade? Sim, amados, porque a partir do momento que foi dado um sim diante do altar, foi feita a escolha de aceitar e seguir ao Senhor Jesus, renunciando as obras do espírito maligno desse mundo. Amados, não propagamos o evangelho somente com palavras, mas também com nossa conduta, que deve ser sempre transparente e verdadeira. Assim, guiados pela força do Espírito Santo e debaixo dos ensinamentos de Jesus, sigamos com alegria propagando e semeando o evangelho no coração das pessoas.

GALERIA
MAIS NOTÍCIAS

Resumo Serviço Divino de Palavra - Deus nos ajuda na tentação.

segunda-feira 28/09/2020

O abraço da alma

quarta-feira 23/09/2020

Resumo Serviço Divino de Palavra - Perguntar pela vontade de Deus

quarta-feira 23/09/2020

Palavra pastoral semanal

quarta-feira 23/09/2020

Paz

segunda-feira 21/09/2020

Um diálogo único (final)

quinta-feira 17/09/2020
VER TUDO